A AVE MAIS ESPERTA QUE HOMEM
"Pois debalde se estende a rede à vista de qualquer ave", Prov.1:17

Eis aqui algo que nos revela que os animais fazem mais e melhor que qualquer ser humano.

Não se trata aqui duma questão de inteligência, mas sim de sabedoria e instinto natural, o qual os animais do universo usam e a coroa da criação (o homem) recusa usar teimosamente porque é inteligente. Uma ave quando vê perigo, uma rede ou qualquer outra coisa, foge a afasta-se. Mas aos humanos será necessário ainda dizer-lhes "Foge também das paixões e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor", 2Tim.2:22. Ora, o pecado atrai e engoda um ser inteligente e formado na escola de Deus. Mas nunca uma ave. Vê-se, vezes sem conta, pessoas transtornadas pela bebida voltarem para um bar continuamente; sentem-se desolados, denegridos, acabados, triturados, malcheirosos e vêm-se mesmo casais e crianças desfeitos em tristezas profundas no entanto, nunca cessam de buscar de novo a ilusão; assim seremos considerados piores que bichos, pois somos seres racionais e inteligentes que não dão ouvidos àquelas grandes questões da vida antes e depois da morte. Lemos até mais adiante neste Livro de Provérbios de Salomão: "Pois debalde se estende a rede à vista de qualquer ave. Mas estes se põem em emboscadas contra o seu próprio sangue e as suas próprias vidas espreitam. Tais são as veredas de todo aquele que se entrega à cobiça; ela tira a vida dos que a possuem. A suprema sabedoria altissonantemente clama nas ruas; nas praças levanta a sua voz. Do alto dos muros clama; às entradas das portas e na cidade profere as suas palavras: Até quando, ó estúpidos, amareis a estupidez? E até quando se deleitarão no escárnio os escarnecedores e odiarão os insensatos o conhecimento? Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu Espírito e vos farei saber as minhas palavras", Prov.1:17-23. Não admira que a ira de Deus caia sobre qualquer pecador insensato - pecado é insensatez. Mas o pior de tudo isso será quando Ele não pretender ouvi-los mais, quando estes a Ele clamarem. Lemos ainda em seguimento: "Mas, porque clamei e vós recusastes; porque estendi a minha mão e não houve quem desse atenção; antes desprezastes todo o meu conselho e não fizestes caso da minha repreensão; também Eu Me rirei no dia da vossa calamidade; zombarei, quando sobrevier o vosso terror, quando o terror vos sobrevier como tempestade e a vossa calamidade passar como redemoinho e quando vos sobrevierem aperto e angústia. Então a mim clamarão, mas eu não responderei; diligentemente me buscarão, mas não me acharão. Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do Senhor; não quiseram o meu conselho e desprezaram toda a minha repreensão; portanto comerão do fruto do seu caminho e se fartarão dos seus próprios conselhos. Porque o desvio dos néscios os atará e a prosperidade dos loucos os destruirá", Prov.1:24-32.

Qual será a solução então, se falamos com quem não quer ouvir quando ouve, quando vê e chega a culpar Deus dos seus próprios males, sabendo que por causa destas coisas cai o mal e a rede sobre nós, como galardão e salário daquilo que fazemos sem Deus? "Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará tranquilo, sem receio do mal", Prov.1:33. "Até quando, ó estúpidos, amareis a estupidez? E até quando se deleitarão no escárnio os escarnecedores e odiarão os insensatos (os pecadores!) o conhecimento? Convertei-vos pela minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o meu Espírito e vos farei saber as minhas palavras"

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com