DISCUSSÕES VÃS
"Mas o fim desta admoestação é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé não fingida", 1Tim.1:5

A finalidade de tudo o que fazemos para Deus, a única obra possível de ser abençoada será esta: a de levar as pessoas a cumprir a lei de Deus da maneira certa, isto é, por Cristo que disse, "Eu vim para cumprir", Mat.5:17. A vida eterna é conhecer Jesus, é permanecer n'Ele; mesmo assim lemos de Paulo que "pelo que deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição", Heb.6:1. Nunca nos será possível agarrarmo-nos a Cristo, agarrando-nos às Suas doutrinas. As doutrinas (as certas) servem de aio, de mestre, para nos revelar quem, como e porque Ele é, como opera, porque opera para a salvação de todos. Se é muito fácil nos entregarmos àquelas doutrinas que nos importam para salvação e mesmo assim estamos errados e fazendo errar quem teria uma oportunidade única de se salvar em Cristo, imagine-se o que nos ocorrerá através de doutrinas falsas e ilusórias, entre as quais as da segunda vinda de Cristo com os seus bichos de sete e dez cabeças, dos baptismos – certos ou errados – das discussões infrutíferas sobre se há línguas ou não. Tudo se discute hoje para que não se tenha que conhecer e fazer o que é essencial: a limpeza de vida. Quem fala muito e desvenda tudo sobre a segunda vinda de Cristo à Terra, não ignora que Ele venha de facto, mas não se prepara porque está ocupado com pormenores dos quais nada entende e sobre os quais acha que é muito sábio. Importante é saber que Ele vem e nunca como vem. O temor da Sua vinda deveria criar em nós um espírito de preparação, pois lemos sobre a segunda vinda de Cristo que, "Pelo que, amados, como estais aguardando estas coisas, procurai diligentemente que por ele sejais achados imaculados e irrepreensíveis e em paz", 2Ped.3:14. Pedro não diz para procurarmos saber o que vai acontecer. Qual é melhor: saber quando Cristo vem e como vem, ou estarmos preparados e limpos quando Ele chegar? Como se pode alguém ocupar com o que deve para se limpar e deixar todo pecado caso se ache ainda na discussão de como Cristo vem ou qual a melhor forma de baptismo? Nunca teremos como servir dois mestres, duas ideias ao mesmo tempo.

Quem discute se existem dons ou não, em vez de assumi-los em santidade, num coração purificado até nos mínimos detalhes, através da fé, não acha tempo para os aplicar – nem quem os defende, nem quem os rejeita, pois a discussão é veloz em ocupar nosso coração já de si pequeno, para que Cristo não reine na pratica através de Seu poder. Quem discute não faz e complica apenas a vida de quem quer fazer. Por essa razão diz Paulo a Timóteo "Como te roguei, quando partia para a Macedónia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns que não ensinassem doutrina diversa, nem se preocupassem com fábulas intermináveis, pois que produzem antes discussões que edificação para com Deus, que se funda na fé (...) Mas o fim desta admoestação é o amor que procede de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé não fingida das quais coisas alguns se desviaram e se entregaram a discursos vãos, querendo ser doutores da lei, embora não entendam nem o que dizem nem o que com tanta confiança afirmam", 1Tim.1:4-7. Paulo assume aqui a discussão como o mal maior, que neste caso iria deflagrar por genealogias e outras coisas mais. Mas nós sabemos que a discussão vem através de qualquer argumento. "E ao servo do Senhor não convém contender...", 2Tim.2:24.

As pessoas afirmam coisas com tanta confiança nelas mesmas que nada mais vêem senão a sua doutrina, nova ou velha, certa ou errada. Estando veemente ocupados com tais coisas, nunca estarão ocupados em manter a sua consciência longe de qualquer ofensa, assegurando Cristo em seu coração – o coração do próprio e nunca o de outros – num amor puro e não fingido diante de Deus que tudo vê tal qual as coisas se possam apresentar. Que me vale saber de tudo pormenorizadamente sobre a segunda vinda de Cristo se o meu coração anda a flutuar nas incoerências de pecado? Apenas porque sei tudo, serei levado com ele? E se não souber nada sobre o assunto e for achado imaculado diante d'Ele?

Não sejamos assim tão ignorantes pois lemos "que bem-aventurados serão os limpos de coração", pois somente estes verão Deus, Mat.5:8. MAS, DAQUELES QUE ESTÃO LIMPOS SENDO PURIFICADOS, "de vós, ó amados, esperamos coisas melhores e que acompanham a salvação", Heb.6:9 - melhores que a discussão. Amem.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com