QUEM CUMPRE TEM DEUS, QUEM NÃO CUMPRE NÃO TEM
"Quem guarda os seus mandamentos, em Deus permanece e Deus nele. E nisto conhecemos que ele permanece em nós: pelo Espírito que nos tem dado", 1João 3:24

Existe um engano geral que estimula a falta perante os mandamentos de Deus, como se a pessoa fosse posta perante uma ilibação geral quando aceita Cristo. Dizem que Cristo veio para que não tenhamos mais de cumprir a lei de Deus. É claro que não dizem isto muito alto, mas, na sua vida prática, afirmam coisas tais sem hesitar sequer – mesmo sem palavras.

Sabemos que Cristo veio para cumprir, é um facto, mas como, onde, em que circunstancias e em quem? Se Cristo está em nós de facto, será lá que Ele cumpre melhor o seu papel. É por isso que diz: "Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só til, até que tudo seja cumprido", Mat.5:17-18. O dilema será então cumprir e, para isso, Cristo está em nós – se estiver. São estas as mesmas palavras quando se lê que "o Espírito intercede por nós" em nós, muitas vezes sem nos apercebermos que é Ele quem provoca e opera tais situações de gemidos inexprimíveis por assuntos e gente que nunca nos estiveram próximos do coração sequer. Muitos pregam que para não termos de cumprir, Cristo entra em nossos corações. Mas, Ele entra para cumprirmos, para podermos cumprir.

Que seja claro que se lê aqui que a marca de se estar em Deus ou não, o fruto que se comprova esse facto, é que se guarda todos os seus mandamentos, ao que João acrescentou que os Seus mandamentos não são de maneira nenhuma penosos de se cumprir, "Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos; porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo", 1João 5:2-4. Tudo o que se quer, não será fazer as pessoas crerem que têm Deus quando não têm, mentindo-lhes. O que queremos, é verificar, comprovar se cumprimos de forma espontânea, natural e se temos prazer nisso, em toda a lei de Deus. "E nisto sabemos que o conhecemos: se guardamos os seus mandamentos", 1João 2:3.

Mais do que cumprir, há que saber o Caminho para o cumprimento, conhecer pessoalmente a Verdade que nos libertará para podermos cumprir e não a liberdade de não mais cumprir. Conhecendo, tendo, podemos e saberemos como e porque cumprir. O que devemos buscar, é abundar com e no Espírito que nos deu ou ainda pode dar. Mas quem acha que O tem, não O busca mais para O ter ainda. Nunca nos podemos esquecer que, quem guarda, é porque em Deus permanece e vice-versa. Se algo nos separa de Deus, é óbvio que nos vai ser impossível cumprir a Sua lei. Logo, devemos cumprir sim, mas acima de tudo retirar os tropeços que estão no caminho do cumprimento, no caminho do Filho do Homem em direcção ao nosso coração. "E dir-se-á: Aplanai, aplanai, preparai o caminho, tirai os tropeços do caminho do meu povo", Is.57:14.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com