O TEMPO DE DEUS
"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores; antes tem seu prazer na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará", Sal.1:1-3

Existe uma verdade e um facto que nunca podemos nem devemos deixar de levar em conta: o tempo de Deus. Não podemos ignorar que o tempo e as estações de Deus passam por nós, pois senão seria o mesmo de um agricultor ignorar que existe o tempo das chuvas, de semear, de colher e de esperar pelos frutos de seu trabalho.

Mas, a maioria das doutrinas e das crenças dá-nos sempre a entender as coisas de forma a acharmos e a agirmos como se fosse Deus quem está em falta para com os pecadores. Eu creio firmemente (e tenho a certeza de não estar errado neste aspecto) que a maioria das pessoas usa e abusa desta crença para poderem persistir com seu modo de viver, para continuarem suas vidas de pecado e não para fazerem as vontades de Deus próprias para o momento e em ralação a um evangelho de pureza que se encontra em fase aguda de declínio. "Assim fala o Senhor dos exércitos, dizendo: Este povo diz: Não veio ainda o tempo, o tempo de se edificar a casa do Senhor. Veio, pois, a palavra do Senhor, por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Acaso é tempo de habitardes nas vossas casas forradas enquanto esta casa fica desolada?" Ageu 1:2-4.

Temos versículos na Palavra de Deus que nos falam daqueles que se assemelham aos agricultores que deixam as estações passarem por eles sem as usarem para aquilo que são próprias. Na vida cristã achamos aquelas pessoas que não semearam na devida altura, por tentarem semear, plantar ou colher fora de época, porque acham que têm um Deus omnipotente. Mas, a verdade é que quem acorda tarde ou perde a época de Deus pela preguiça, preocupação ou por outra razão mais ou menos clara, deixou de ter esse Deus omnipotente com ele. Usam a desculpa de que Deus é omnipotente (e é de facto), mas ficam enganados pela falta de visão, de aptidão ou simplesmente pela preguiça e pelo desleixe do prazer de esquecerem as obras de Jesus para se lembrarem de suas férias, de suas compras, de seus programas favoritos entre muitas outras coisas.

Vemos Jesus falar deste facto (o facto de haver uma estação que Deus chama e as pessoas dizem que o tempo de Deus ainda não chegou porque o querem adiar), quando assume que várias vezes tentou recolher Jerusalém debaixo de si como uma galinha recolhe os seus pintos debaixo de suas asas. O estranho é que os pintos pouco inteligentes entram para debaixo das asas da mãe, mas os homens não se aninham em Deus. "O boi conhece o seu possuidor e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende", Is.1:3. As estações próprias para o nascimento, crescimento e fortalecimento passa pelos crentes nominais e mornos, pelas pessoas deste mundo perdido, sem que estes se dêem conta de que essas estações estão passando por eles. Depois, ficam ligando uns para os outros para pedirem orações que nem chegam a resultar fora das suas imaginações e nem fora das estações próprias. Ficam consolados com o consolo de alguém estar a orar por eles. Entretêm-se com carências humanas e com consolos de homens orando sozinhos sem estarem a ser ouvidos por Deus. Estou seguro que a maioria das carências dentro do mundo evangélico, principalmente das carências de verdade e de simplicidade, devem-se ao facto irrefutável de os crentes haverem dormido na estação de estarem acordados e ficam consequentemente acordados e irrequietos durante a estação do descanso e da espera.

Na verdade, existem muitas doutrinas que anulam por completo a mobilidade ou a disponibilidade de quem crê. Mas, o pior de tudo é que usam verdades que seriam aplicáveis dentro das estações que deixaram passar por eles ou que perderam de forma infame e pouco cautelosa. Dizem que precisamos esperar em Deus – e é verdade. Mas quem espera no tempo de estar operante através de Deus e de estar juntando com Jesus, também irá estar muito activo e impaciente naquela estação e época que deveria estar esperando em Deus. Os crentes andam com as estações trocadas porque não sabem distinguir os tempos de Deus pela simples razão de que não convivem com Ele e nem são Seus amigos chegados. E por essa razão ocupam seus tempos com doses de encanto farisaico para poderem justificar tudo que fazem. Ocupam-se em manter o exterior dos vasos do seu jeito, enquanto seu interior é ninho de ratos apodrecidos. Se limpassem os corações dos crentes devidamente, ninguém iria ocupar-se com doutrinas de como se devem vestir ou comportar. Todos nós sabemos que nem serão os cabelos longos duma mulher que lhe darão acesso a uma vida constante e eterna dentro de si. "Hipócrita, limpa o interior e seu exterior também será limpo".

Será que uma pessoa longe de Deus pode afirmar que existe um tempo e uma estação de Deus para tudo que pode fazer? Não que essas estações não existam, mas eu afirmo que as estações de Deus são próprias para todos aqueles que "não andam segundo o conselho dos ímpios e na Sua lei meditam noite e dia". Para os outros, a única estação que existe é arrependerem-se e abandonaram seus pecados e abandonarem os pecados dos outros também. Só existe a estação do arrependimento para os que andam em pecado e afrontando Deus, mesmo que estejam numa estação de doença, de pobreza ou de tristeza. Para aqueles que andam com Deus existem as estações próprias, pois lemos que "Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria e cuja folha não cai e tudo quanto fizer prosperará", Sal.1:1-3. Os outros não darão frutos na estação dos frutos, não semearão na estação que se semeia e não comerão na estação da colheita também. As águas da Vida passar-lhes-ão ao lado porque não se encontram dentro do clima de Deus.

Uma das principais consequências nos homens e mulheres que andam com Deus, será darem seus frutos quando chega a hora dos frutos aparecerem. E será pelos frutos que seremos julgados e não por aquilo que sentimos ou acreditamos muito. Esses frutos só nascem e crescem pela bênção de Deus. Quando chega a hora de Deus, os que meditam dia e noite na Sua lei e cumprem com aquilo que aprendem (cumprindo porque meditam dum certo jeito), dão os frutos próprios de cada estação, na estação que vivem e experimentam e não ficam adiando ou tentando adiantar as coisas. Os inconstantes querem dar frutos fora das estações (seja antes ou depois) e os que não andam com Deus dizem que tudo fazem por Deus e nem sabem o que dizem e afirmam. Quando finalmente ouvem Deus, afirmam que aquele era o tempo de Deus para se converterem, quando, na verdade, Deus já poderia ter tentado várias vezes aninha-los sob Suas asas e eles não quiseram! "Disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; mas não quiseram", Is.28:12.

Mas, como todos os anos trazem as estações da chuva e do crescimento, também o tempo para o arrependimento pode voltar uma e outra vez – desde que a pessoa em questão ainda esteja viva, pois se ninguém fora de Deus pode aperceber-se da estação do arrependimento, porventura também nunca saberá quando será a sua estação para morrer. Mas, a realidade é que quando os pecadores se arrependem, dizem que chegou o tempo de Deus para eles. Tenho a certeza que as únicas pessoas que podem afirmar que algo foi ou será ainda o tempo de Deus para si, são aquelas que andam com Ele de forma real. Os que estão limpos, limpam-se ainda mais para poderem dar mais e melhores frutos a cada dia que passa. As pessoas longe de Deus não têm consciência dos tempos e das estações de Deus também.

Mas é preciso frisar que todos aqueles que realmente andam com Deus devem saber semear, esperar e colher nas estações próprias. "Inclinai os ouvidos e ouvi a minha voz; escutai e ouvi o meu discurso. Porventura lavra continuamente o lavrador, para semear? Ou está sempre abrindo e esterroando a sua terra? Não é antes assim: quando já tem nivelado a sua superfície, então espalha a nigela, semeia o cominho, lança o trigo a eito, a cevada no lugar determinado e a espelta na margem? Pois o seu Deus o instrui devidamente e o ensina", Is.28:23-26. Todos os limpos têm o dever de juntar com Jesus, de esperar quando Jesus opera, de trabalhar sempre que Jesus espera por eles também. Eles precisam aprender as estações de Deus. Ámen.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com