VER DEUS – NOSSOS MOTIVOS
"Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus", Mat.5:8

Existem muitas opiniões sobre este tema de ver Deus. Não vamos entrar nessas opiniões. Vamos antes entrar nas condições para que tal suceda de facto, porque cumprindo as condições logo todos os que conseguiram terão uma mesma opinião e ficaremos a saber o que é isso de "ver Deus".

Lemos em Is.40:10 "Eis que o Seu galardão está com Ele". Lemos também, "Buscar-me-eis e achar-me-eis quando me buscardes de todo vosso coração", Jer.29:13. Se buscar de todo coração já se torna difícil para quem o tem dividido com trabalhos, ocupações e preocupações, imagine-se o que será buscá-Lo de todo coração mas para achar apenas a Ele. Nós acharemos o que buscamos desde que Deus tenha prometido que o daria. Se conseguirmos buscar a Ele, acharemos a Ele. Um preocupado não pode pensar que achará aquelas coisas que lhe tiram as preocupações, mas terá de entender que, no meio dessas preocupações terá de buscar apenas a deus por Ele e não por causa daquelas coisas que Ele pode dar.

Poderíamos falar na limpeza de coração relacionada com pecados cometidos: e é importante. Creio mesmo que cada crente já deveria ter confessado todos os seus pecados pelo nome e individualmente tanto a pessoas quanto a Deus, restituindo tudo quanto pertence a seu próximo. Se as pessoas lavam uma peça de roupa de cada vez, porque não haverão de lavar um pecado de cada vez também? Quanto a este primeiro ponto nunca deveríamos ter duvidas sequer. Quanto ao segundo ponto introdutório, quero sublinhar que ver Deus é vê-Lo aqui na terra tanto dentro como fora do nosso coração. É ver o Invisível. É uma utopia uma pessoa achar que verá Deus depois de morrer sem O haver visto por cá. Deus não muda e está em todo lado. Se alguém não o vê agora, porque o verá depois de morrer se está tanto lá quanto está cá? Será que Deus está mais no Céu que na Terra? Que ninguém duvide disto: ver Deus agora é essencial, absoluto e imprescindível, pois Ele é que é a Vida Eterna, João 17:3.

Mas queria usar este meio para um outro tipo de limpeza do homem: seus motivos na busca de Deus. Há quem O busque para nunca ir para o inferno; há os que O buscam pelo galardão que sempre traz com Ele; outros pela salvação, pela redenção, ou outras coisas importantes. Mas poucos haverá que O buscam para acharem apenas a Ele tal qual Ele é. "Buscar-me-eis e achar-me-eis quando me buscardes de todo vosso coração", Jer.29:13. Lemos aqui que buscamos Deus para achar Deus. Só buscando e achando Deus se achará salvação ou outra coisa da qual só Ele possa dispor para nós. Seu galardão vem com Ele e nem será Ele que vem junto com o galardão d'Ele.

O coração de cada homem é um enigma. Mas se formos ver bem mais de perto, tudo dará no mesmo: todo homem quer coisas para ele, uns de um jeito outros de outro. Mas a base egoísta na busca de seu Criador é sempre a mesma: o ganho pessoal. Se Deus tem tudo e tem como conseguir até aquilo que ainda não tem, caso um homem achar um Deus assim que tem essas características, será como um mineiro que acha uma mina inesgotável só para ele. Então teremos aqui um dilema: como achar Deus – só Deus, por Deus – buscando e sabendo que buscamos quem tem tudo na Sua própria mão, até mesmo as chaves da Vida? Como passar por cima desta tentação? Jesus também disse que, aquele que quiser achar sua própria vida, n’Ele ou de outro modo, perdê-la-á, tal como todo aquele que a perder por amor a Ele, a achará (pois podemos perder essa vida sem ser por amor a Ele exclusivamente, como o fazem os terroristas suicidas). Por essa razão vemos que Cristo tem de vir salvar sem nada em mãos, sem oferecer nada em retorno senão o reino de Deus, senão a Ele como Ele é. É pena que o ser mais sublime, mais real e mais verdadeiro de todo universo seja precisamente aquele que as pessoas buscam apenas por interesse. Na verdade, assim não se busca Deus, mas antes o que Ele tem e pode dar, buscamos a nós mesmos e buscamos achar nossa vida própria. Uns dias atrás fiz uma pergunta: "porque razão quer Deus?" Me responderam: "porque quero ir para o Paraíso". "Na verdade", respondi, "seria bom que quisesse o Paraíso para poder encontrar Deus, passando por lá para chegar a Deus como alvo absoluto; mas, infelizmente, vejo que quer Deus para encontrar o Paraíso. A Rainha de Sabá foi a Israel para ver Salomão e não a Salomão para ver Israel; e eis aqui Alguém maior que Salomão diante de todos nós!" Não será seu corpo mais importante que sua roupa? Seus olhos mais importantes que seus óculos? Jesus mais importante que o Céu? Aquele que buscar Deus achará Deus. Se houvessem mais pessoas a buscarem achar Deus quando O buscam, muitos mais veriam Deus e Ele deixaria de ser um enigma estranho no mundo onde habitamos ainda. "E a quem se manifestou o SENHOR?"

Assim vemos que a vinda de Jesus é muito estranha quando entra na vida de alguém, pois Ele nada traz consigo senão a Ele próprio. Lemos assim: "Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o SENHOR? Porque foi subindo como renovo perante ele e como raiz numa terra seca; não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos. Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado e não fizemos d’Ele caso algum", Is.53:1-3. Eis aqui uma das razões principais porque o Senhor vem ter connosco desse jeito, como "raiz numa terra seca"; "sem parecer, sem formosura e sem nada que desejássemos". Na verdade, teremos de achar Deus por Ele – e só por Ele. E Ele vem sem nada, até sem formosura - mesmo que a tenha de sobra! Amem.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com