AMIGOS DE DEUS – INIMIGOS DA CARNE
AMIGOS DA CARNE – INIMIGOS DE DEUS
"E cumpriu-se a Escritura, que diz: E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus", Tiago 2:23
"Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus", Tiago 4:4
  1. A Palavra é clara: ou somos amigos ou inimigos de Deus. Não existe meio-termo. Outra verdade: ou somos amigos de Deus ou do mundo – dos dois não é possível. Não temos como servir dois senhores ao mesmo tempo. Se isso fosse possível, também seria ser dia e noite ao mesmo tempo. Deus separou as trevas da luz como seu primeiro acto da criação. Você ainda mistura as trevas com a luz?

  2. Imagine ter um amigo que tudo pode, que trabalha e nunca se cansa, que tem amor interminável e que nunca quebra uma amizade. Que maior privilégio que esse pode qualquer mortal ter?

  3. Existem passagens nas Escrituras que nos fazem "inveja". Duas delas: "Clamarei ao Deus altíssimo, ao Deus que por mim tudo executa", Sal.57:2; "Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera", Is.64:4. Muitos só dizem que Deus faz isto com/por eles porque, na verdade, nunca viram Deus a operar de verdade. Dizem que Deus faz as coisas que vão acontecendo em suas vidas como forma de conforto, mas, qualquer pessoa minimamente honesta consegue verificar que as coisas que acontecem não vêm de Jesus. Você não gostaria de chegar a esse ponto de amizade, cumplicidade e intimidade com Deus onde sua única grande tarefa é esperar em/de Deus? Este privilégio não é para qualquer um, mas, somente para os limpos de coração – todos aqueles que não têm mancha e andam de forma irrepreensível diante de Deus, isto é, aqueles quem é Deus quem os acha inocentes. Você costuma decretar a sua própria inocência ou é Deus quem a manifesta a todos de maneira simples? É Deus quem o acha inocente e limpo ou é você?

  4. Vivemos na era do "desconhecimento", onde as pessoas acham que sabem porque interpretam tudo do jeito que lhes convém, torcendo as palavras de Jesus e achando-se sábios a seus próprios olhos. E quem se acha sábio não procura aprender, pois assume que já sabe. E, com este tipo de coração, quem não se acha sábio teme porque (só) tem aquela capacidade de confiar em si próprio. "Confia no Senhor (...) e não sejas sábio a teus próprios olhos". São duas coisas difíceis de fazer para quem ainda confia na carne: confiar no Senhor de todo coração e não ser sábio aos próprios olhos. Qualquer uma das duas é um drama forte para quem é sincero de coração e vive da carne. Estas pessoas "esperam" em Deus e executam eles próprias, muitas vezes, por meios fraudulentos e pecaminosos. Depois dizem que foi Deus quem executou, como se Deus fosse capaz de pecar. Vivem como inimigos de Deus, contudo, assumem-se como amigos d’Ele.

  5. Esta amizade é Deus quem a decreta. Não é o homem quem decide que Deus vai ser seu amigo – é Deus quem decreta essa amizade. Não podemos viver do jeito que queremos ou entendemos, mas, do jeito que Deus entende. E todo homem que gosta de viver no pecado, no mundo e de seu próprio jeito, também gosta de acreditar que Deus ainda é seu amigo. É Deus quem se faz amigo e se decreta como tal – não pode ser o pecador suspeito. Não vemos Abraão dizer que era amigo de Deus - antes, vemos Deus a dizê-lo.

  6. Outro problema de quem não tem Deus realmente como seu amigo, é a admiração, a euforia, a emotividade sempre que Deus faz alguma coisa – ou sempre que a pessoa pensa que Deus faz alguma coisa. A pessoa não está habituada a ver Deus a fazer coisas grandiosas ou fora do comum. Quando somos realmente amigos de Deus, o Todo-Poderoso, não nos admiramos e nem nos alarmamos com nada. Tudo é possível ao que crê – qualquer coisa a qualquer momento. A pessoa que convive com um amigo como Cristo espera tudo a qualquer momento. É uma pessoa continuamente preparada. Você é pessoa preparada para isso? Está habituada com a grandeza do grande amigo? "Homens israelitas, por que vos maravilhais/admirais disto?" Act.3:12.

  7. Outra coisa que ocorre dentro dos verdadeiros amigos de Deus é a ausência de temor e medo. "No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena e o que teme não é perfeito em amor", 1João 4:18. Muitos, quando temem e se apercebem (devido a este versículo) que não são perfeitos, tentam eliminar o temor em vez de se consagrarem ao amor e à amizade com Deus, coisas que se encarregarão de eliminar o temor. Não temer quando você não ama seria o mesmo que tentar entrar no redil das ovelhas saltando o muro, de forma ilícita. Quem não teme quando não ama, não é pessoa sincera e honesta, pois, tem muitas razões para temer. E é desse mesmo modo desonesto que muitos tentam ser amigos de Deus: pulando o muro. Você é Seu amigo de verdade? "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, eu o amarei e me manifestarei a ele", João 14:21. Você quer que seja Cristo a manifestar-se a si? Ou vai pular o muro para evitar cumprir e obedecer de coração? Amem.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com
  •  

  •