NUNCA DESISTIR
"...Orar sempre e nunca desfalecer (desistir)... Orai sem cessar", Luc.18:1; 1 Tes.5:17
  1. Quando a Bíblia fala em "orar sempre" não significa que estejamos orando todo tempo, mas, que oremos sobre todos os assuntos em que nos envolvemos, sejam estes fáceis ou difíceis, pareçam que vão resultar ou não. O nosso parecer nunca pode substituir uma resposta de Deus. Não podemos responder por Deus e desistir. Somente uma resposta vinda de Deus poderá pôr fim a qualquer oração - ou um sim ou um não. 'Não' também é resposta à oração. por essa razão é que devemos persistir até Deus se expressar.

  2. Sempre que sabemos, suspeitamos ou pensamos que é Deus a causa da falta das respostas, não podemos desistir nem d'Ele e nem da oração - nem mesmo estando a orar da maneira errada, pois precisamos ver qual a razão por que Deus não nos atende. Precisamos tirar todas as ilações pela ausência de respostas. Quando Deus não nos ouve ou sempre que as coisas não funcionem conforme as promessas ou segundo aquilo que vem escrito na Bíblia, devemos insistir até descobrirmos o que impede nossas orações de serem ouvidas. Desfalecer, desmotivar ou desistir é pecar, pois, cedemos ao erro ao invés de alcançar a nossa correcção.

  3. Persistir sem desfalecer não significa que não vamos mudar de ideias ou de oração. Tudo vai depender do que Deus nos revelar acerca de nossas orações e de nós próprios. Muitas vezes, Deus não se opõe às orações e sim a quem ora. Deus disse que ouvia a Jó - não disse que ouvia as orações de Jó. Deus ouve quem ora acima da sua oração. Quando o erro está em quem ora, a oração pode estar certa - ou não. Por essa razão é que devemos persistir até sermos ou corrigidos, ou atendidos caso Deus não ouça quem ora. "SOBRE a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que falará a mim, e o que eu responderei quando eu for corrigido/repreendido", Hab.2:1.

  4. Quando estamos falando com Deus e não obtemos qualquer resposta, desistir é mais cansativo para a alma, mais fastidioso e mais cruel que persistir. Contudo, as pessoas costumam desistir para nunca serem corrigidas. Preferem morrer que mudar, pois, persistindo irão mudar. "Nem deis a Ele descanso, até que confirme...", Is.62:7. Existem pessoas que preferem destruir toda a vida futura que mudar em algum aspecto de suas vidas.

  5. Deixem-me tentar explicar o que acontece quando persistimos e não somos atendidos: ou nós somos errados de coração aos olhos de Deus e precisamos ser corrigidos, ou é a nossa oração precisa ser corrigida. Nunca iremos saber o que se passa até Deus contender connosco para corrigir-nos. E só seremos corrigidos persistindo e importunando Jesus. Logo nos dirá o que devemos corrigir para sermos atendidos.

  6. Quando insistimos com Deus, devemos ter várias coisas em mente: a) nunca desistir de Deus ainda que estejamos errados ou se não sabemos se estamos certos; b) estarmos abertos a ser corrigidos; c) estarmos dispostos a tornarmo-nos fieis a Deus após receber, ainda que recebamos algo diferente do pedido original. Mas, mais difícil de sermos fieis será recebendo precisamente aquilo que pedimos. Por essa razão é que muitos fiéis recusam falar daquilo que Deus faz através deles.

  7. "Disse-lhes também: Qual de vós terá um amigo, e, se for procurá-lo à meia-noite, e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, Pois que um amigo meu chegou a minha casa, vindo de caminho, e não tenho que apresentar-lhe; Se ele, respondendo de dentro, disser: Não me importunes; já está a porta fechada, e os meus filhos estão comigo na cama; não posso levantar-me para tos dar; Digo-vos que, ainda que não se levante a dar-lhos, por ser seu amigo, levantar-se-á, todavia, por causa da sua importunação, e lhe dará tudo o que houver mister. E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" Luc.11:5-13.

"Orai sem cessar" significa orar sem desistir seja qual for a razão. Não significa estar sempre orando: significa orar sem desistir. Mas, para conseguirmos fazer isso mesmo, precisamos ter algumas coisas em mente, algumas das quais a carne recusa fazer e o crente carnal não consegue ou não quererá fazer. Vamos ver alguns problemas que podemos encontrar numa atitude determinada a alcançar.

  1. Quando o homem começa a buscar Deus, se estiver buscando da maneira errada, irá ser mudado caso persista na busca de Deus. Ora, muitos não querem mudar. Não querendo mudar, não alcançarão Deus e nem a Sua vontade. Persistindo, irão causar a sua própria mudança, de uma maneira ou de outra.

  2. Muitos outros, ao serem mudados (e quando seus pedidos se vão alterando), desmotivam por não conseguirem alcançar o que a carne pretendia de Jesus. Sabemos que Jesus só tem como obra a destruição da carne. Uma aproximação a Jesus sincera só teria a destruição da carne como resultado. Devemos contar com isso, pois, a razão de ainda termos de pedir a Jesus é precisamente a existência da carne. Se não existisse a carne, a providência de Deus se encarregaria de chegar a tempo e horas, sempre no momento certo. Há que chegar ao ponto quando isto se torna verdade: "E será que antes que clamem eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei", Is.65:24. Deixem-me tentar explicar melhor. Quando o homem pretende fazer a vontade de Deus por decisão ou porque viu a sua beleza, logo precisa aproximar-se de Deus para conseguir concretizá-la. Essa aproximação destrói a carne porque Deus é Espírito. Enquanto o homem se esforça para alcançar Deus sobre certas coisas, Deus aproveita que o homem se aproxima d'Ele para fazer Seu trabalho paralelo, isto é, a destruição da impaciência, do egoísmo, da desistência ou de outra coisa carnal que ainda possa existir dentro do homem. Normalmente, os pedidos só serão alcançados quando Deus obtiver aquilo que Ele quer alcançar dentro de nós.

  3. Existe o problema de o homem querer usar as coisas que pede para proveito próprio, quando existem milhões de pessoas se perdendo no mundo. Se a pessoa não for usar o que pede para glorificar Deus, com toda a certeza que não receberá nada do que pede.

  4. Então, existem estes dois problemas principais: o homem pede mal, para gastar em si próprio; ou ele desiste porque prefere não ser mudado. Ou não recebe porque deixa de pedir quando se apercebe das consequências de uma aproximação sincera a Jesus - "nada tendes, porque não pedis", isto é, desistem ou não chegam a pedir porque se apercebem das consequências. Ou não recebe porque pretende usar para proveito da carne se receber. "Pedis e não recebeis porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites", Tiago 4:2,3.

  5. Temos de ver várias coisas antes de afirmar que Deus não ouve oração. Podemos pedir a coisa certa da maneira errada e não recebermos; podemos pedir a coisa certa para os fins errados com os mesmos resultados; ou podemos pedir a coisa errada da maneira certa e Deus não dará. Por essa razão é que nunca podemos desistir de clamar até havermos sido completamente corrigidos pelo Espírito Santo - se for o caso disso - dure o tempo que durar e custe o que custar. Amém.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com