PERSEVERANÇA
"E a perseverança tenha a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, não faltando em coisa alguma", Tiago 1:4
"Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes", Efésios 6:13
"Para que não vos torneis indolentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas", Heb.6:12
"Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa", Heb.10:36
"Por isso, também os que sofrem segundo a vontade de Deus encomendem as suas almas ao fiel Criador, praticando o bem", 1Ped.4.19
  1. Temos tendência para pensar que, se Jesus Cristo nos der uma ordem e lhe obedecermos, ele nos levará a um grande sucesso. Nunca devemos colocar nossos sonhos de sucesso como o propósito de Deus para nós; seu propósito talvez seja exactamente o oposto do nosso. Imaginamos que Deus está a levar-nos a um determinado fim, para um alvo desejado; mas, ele não está. Chegar ou não a um alvo específico é mero incidente. Aquilo que chamamos de processo, Deus chama de alvo.o Qual é meu sonho no tocante ao propósito de Deus? O propósito dele é que eu dependa dele e do seu poder. Se eu conseguir manter-me calmo e despreocupado no meio dum tumulto, este é o propósito de Deus. Deus não está a operar visando uma determinada conclusão a meu favor; o alvo dele é o que considero o processo - que eu o veja andando sobre as ondas, sem nenhuma praia à vista, nenhum êxito, nenhum alvo meu; apenas a certeza absoluta de que está tudo bem porque eu o vejo andando sobre o mar. É o processo, não o fim, que glorifica a Deus.

  2. Se me falta compreensão das coisas de Deus, com toda a certeza que sou deficiente na obediência. A escuridão espiritual é o fruto de 1º, 2º e 3º grau da desobediência. Você quer luz? Obedeça a Jesus de todo seu coração até nos aspectos mais pequenos de toda a sua existência. Pense um pouco e verá que é da desobediência que nasce o fanatismo religioso porque as pessoas tentam o seu próprio caminho quando não têm luz. Olhemos, também para o outro lado da questão. Você tem muita luz e tem entendimento profundo de Deus e Seus mistérios. Contudo, parece que a sua vida nem ata e nem desata no plano material. Não esteja preocupado, pois logo desatará e você será um ser completo em Cristo. O entendimento que você tem prova que está sendo obediente a Deus. "Se alguém quiser fazer a vontade de Deus, há de saber...", João 7:17.

  3. As pessoas têm por hábito pensarem que aprendem sempre algo através dos seus problemas. E até pode ser verdade. Contudo, é mais provável que Jesus queira que você desaprenda algo através dos problemas do que aprender através deles. Os problemas sempre impedem que sejamos aquilo que aprendemos a ser ao longo do tempo ou que façamos do nosso jeito.

  4. Se o seu coração for igual ao de Deus, se tiver o mesmo poder e os mesmos alvos e motives que Ele, pode ter a certeza que qualquer pessoa com instinto mundana irá ver como orgulho tudo o que você faz bem. E também deve contar com o facto que tudo aquilo que parece humilde aos olhos do mundo, você verá que é alimentado por orgulho e motives errados. Se você tiver uma visão mundana das coisas é claro que só se pode esperar que veja as cosias de Deus como erradas e como manifestações de quem se quer mostrar. E você só pode tornar-se crítico em relação a tudo o que os seres realmente transformados fazem, pensam fazer e, também, em relação ao modo como fazem a maioria das coisas. Ninguém poderá evitar que tal aconteça. O mesmo princípio poderá ser aplicado em relação a qualquer outra virtude. Imaginemos a perseverança. O mundo verá a perseverança em Deus como teimosia e verá a verdadeira teimosia como uma virtude. O mundo dirá que a teimosia é força de vontade. Contudo, para que alguém possa ser perseverante em Deus e não desistir de certos caminhos que prometeu cumprir, deve abandonar todas as formas do mundo – até o cheiro dele! Se não o fizer, não conseguirá permanecer fiel até ao fim. Contudo, o mundo dirá que tais pessoas são irresponsáveis, preguiçosas e que desistem facilmente daquilo que eles acham certo e correcto.

  5. A razão por que o Senhor parece ser tão rigoroso em relação a cada relacionamento humano, seja de amizade ou familiar, é que ele sabe que todo relacionamento não baseado na lealdade a ele primeiro terminará em fracasso.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com