“”.
QUANDO OS FUNDAMENTOS SÃO FIRMES, TODA A PRESSA É SEMPRE INÚTIL
"Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que ponho em Sião como alicerce uma pedra, uma pedra provada, pedra preciosa de esquina, de firme fundamento; aquele que crer, não se apresse", Is.28:16

A pressa por si já é pecado – imagine-se como será pecado maior quando os fundamentos básicos forem sólidos! A pressa tem razão de ser na incredulidade, na impaciência incrédula e é por essa razão que Deus junta à fé a esperança, de esperar de Deus em Deus (expectativa segura e que permite tratar de outras coisas porque essas estão asseguradas e vêm de certeza). Mas nada disso é estagnação, pois a esperança da qual a Bíblia fala é sempre uma esperança de expectativa, como a noiva que espera seu noivo a qualquer momento para suas próprias bodas – ela sabe que o noivo vem, nem que seja mesmo em cima da hora. E ela sabe que a hora está marcada. Nunca esteve à espera de alguém por muito tempo? E por pouco tempo? A sensação não é a mesma, independentemente do tempo que se espera? E, por norma, quanto menos tempo faltar, mais impacientes se tornam aqueles que esperam. A impaciência, tal como a esperança (expectativa) está alojada no coração e em nada dependem do tempo que se espera, tal como o local de emprego nunca pode ser o problema de quem não se dá com o trabalho por razões várias, pois apenas seu coração pode ser responsável pelo decorrer de todo seu dia no local de trabalho, seja este qual for. Tudo depende do que somos e nem importa onde estamos e nem com quem estamos, seja santo ou demônio.

Logo, sabendo que o noivo que nos prometeu desposar é fiel desde sempre, podemos descansar n'Ele e estar em expectativa santa, pois apenas isso é esperança, aquela que nos permite estar ocupados com assuntos importantes em tempo de espera mas não com o querer saber se o noivo virá ou não - algo que já se sabe. Isto é, quando a impaciência toma lugar, nada a não ser o objecto e o objectivo de toda aquela impaciência toma posse de todo o nosso ser, controlando parcialmente ou mesmo por completo todo o sistema funcional (ou que faz com que funcione), manipulando e dirigindo toda a nossa conduta a partir dali. Logo, quando sabemos que quem prometeu é fiel – se prometeu e não estamos com aspirações ilusionistas – podemo-nos ir ocupando com outras responsabilidades oportunas sem que nos desviemos da nossa expectativa sadia de esperar que o Senhor em breve cumpra ou faça cumprir tudo aquilo que prometeu a nosso respeito. As noivas virgens que se ocupam porque sabem que seu noivo vem, não ficarão com sono porque estão ocupadas com coisas importantes que Deus lhes entregou quando partiu para tornar a voltar. Por essa razão, descobrimos algo válido naquelas palavras do Senhor Jesus: "Bem-aventurado aquele servo a quem o seu senhor, quando vier, achar fazendo…", Luc.12:43. (Até os ímpios podem esperar pela ira de Deus, pois ela seguramente virá sobre suas cabeças e foi-lhes prometida). Aqueles que se impacientam porque o Senhor ou as promessas não chegam, não ficam com o coração disponível para serem achados fazendo quando o Senhor chegar.

Se você é impaciente, saiba que tudo tem a haver com aquilo que você é misturado com aquilo que você espera de Deus. Por essa razão não deve dizer e fazer dizendo "não vou mais ser impaciente", pois pode nunca resultar. A impaciência morre porque nos fundamentamos em verdades e não porque tomamos resoluções e fazemos promessas de não mais nos impacientarmos. Quando os fundamentos e os alicerces são realmente sólidos e fixos, a impaciência tem tudo para morrer e deixar de existir. Nem será necessário resisti-la, pois ninguém resiste a morto. O eixo da sua paciência estará no pensar certo sobre quem é seu Senhor de facto e não em resistir à impaciência, pois se você é impaciente, algo de errado está naquilo que você é e naquilo em que acredita e crê: ou crê em vão sabendo que Deus nunca lhe prometeu VALIDAMENTE nada de tudo aquilo que espera – e você sabe disso e não reconhece; ou então Deus prometeu-lhe de forma válida e você não O acha fiel ainda ou então vive como se ainda fosse pagão que não consegue crer. Será por aí que a impaciência morrerá, nunca assumindo que está certo sobre muita coisa que pensa. Quando os fundamentos são sólidos, bastará deixar de ser impaciente. Temos de aprender a ser eternos, pois a palavra eternidade significa sermos constantes de raiz e de essência. Se você pensa mal, ou se pensa mal de seu Deus inconscientemente, toda a sua impaciência voltará em breve para desfrutar duma mesma luta interior, a qual você dificilmente assimilará com a anterior mesmo sendo a mesma, pois vai ter de a passar essa prova como se fosse a primeira vez e por essa razão virá sempre uma e outra vez.

Sendo assim, então faça algo por si antes de decidir que não vai mais ser impaciente. Primeiro verifique se pode crer, se tem bases, se deus é real em si, se Suas promessas valem para si ou não e trabalhe naquilo que é a raiz real de toda a sua impaciência – que pode até nem ser o que você pensa que é; (verifique se seu coração condena aquilo que apóia mentalmente, se seu próprio coração e ser está num conflito que você ignora ou tenta ignorar). Jesus disse "aquele que pode crer", Marcos 9:23 – há sempre aqueles que nunca têm razão para crer e no entanto comportam-se como tolos diante de Deus, pensando que Deus é leviano naquilo que promete com eles crendo do jeito peculiar deles, conforme querem! Mas, os que podem crer devem crer.

Mas, se pode crer, se seu coração está limpo, se Deus prometeu de facto, se cumpre todas as condições e requisitos para que a promessa se venha a efectivar e mesmo assim continua impaciente em relação a Ele, então o problema será outro: você, na verdade tem uma idéia muito errada acerca do seu Deus! Quanto mais depressa você tiver como reconhecer isto honestamente, tanto mais rápido se pode aperceber do verdadeiro carácter de Deus, de como Ele é de facto. Se você desconfiar de Deus, isso pode levar-lhe a uma de duas saídas: ou você torna-se honesto e verdadeiro reconhecendo o que é e como é diante de Deus e termina convencidísssimo do que Deus falou porque Deus não nega quem é verdadeiro de coração e acaba convencendo e mostrando a verdade para tal pessoa; ou então não reconhece que acha Deus mentiroso preferindo "louvá-lo" e dizer que Ele é fiel, mentindo para si mesmo e permanece como está. Logo, não pode vir para a praça pública dizer que conhece Deus, pois Deus lhe dará o único galardão dos hipócritas: humilhação em público! Vá diante de seu Deus e diga-lhe que você não o conhece mesmo quando diz que conhece e só afirma coisas sobre deus porque aprendeu a expressar-se dessa maneira e também porque tem medo de perder. A fé é um fundamento real, tem de ser, pois lemos que é uma certeza sobre certezas, sobre coisas certificadas, ("Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem. Porque por ela os antigos alcançaram bom testemunho" e você também pode, Heb.11:1,2); se a fé não for um firme fundamento, ela será um tropeço. Por essa razão dizem as Escrituras que aquele que crê nunca se apressará, pois "Eis que ponho em Sião como alicerce uma pedra, uma pedra provada, pedra preciosa de esquina, de firme fundamento". Por isso também afirma pedindo: "Retirai-vos, retirai-vos, saí daí, não toqueis coisa imunda; saí do meio dela, purificai-vos, os que levais os vasos do Senhor. (12) Pois não saireis apressadamente, nem ireis em fuga; porque o Senhor irá diante de vós e o Deus de Israel será a vossa retaguarda. (13) Eis que o meu servo procederá com prudência; será exaltado e elevado e muito sublime". Is.52:11-13.

Se você não está limpo diante de Deus, seu tempo de espera nem começou ainda e você terá tendências de esperar, terá tendências de fingir e de passar por santo. "... e esperam que seja cumprida a palavra". "Viram vaidade e adivinhação mentirosa os que dizem: O Senhor diz; quando o Senhor não os enviou; e esperam que seja cumprida a palavra. Acaso não tivestes visão de vaidade e não falastes adivinhação mentirosa, quando dissestes: O Senhor diz, sendo que eu não falei? Portanto assim diz o Senhor Deus: Porque tendes falado vaidade e visto mentiras, por isso eis que eu sou contra vós, diz o Senhor Deus. E a minha mão será contra os profetas que vêem vaidade e que adivinham mentira; não estarão no concílio do meu povo, nem nos registros da casa de Israel se escreverão, nem entrarão na terra de Israel; e sabereis que eu sou o Senhor Deus. Portanto, sim, porquanto desviaram o meu povo, dizendo: Paz, paz quando não há paz; e quando se edifica uma parede, eis que a rebocam de argamassa fraca", Ez.13:6-10. E se seu tempo de espera e de expectativa nem começou, muito menos a promessa e o tempo para a concretização da mesma. E se esse for o caso, você sentirá maior necessidade de frequentar os cultos religiosamente porque seu egoísmo o engana, achando que Deus é comprado através de louvor, orações e cânticos. Se estiver sujo diante de Deus, fará de tudo para não se limpar e para entrar no aprisco das ovelhas sem passar pela porta. Irá orar mais; irá ler mais a Bíblia sem a entender; irá pregar mais e melhor; tudo fará para evitar limpar-se e confessar seus pecados a pessoas e a Deus pelo nome, um por um. Mas, depois de se haver limpo, seu tempo de espera e de expectativa (aquele não defrauda ninguém), começou. Deus pode aparecer a qualquer momento e Suas promessas poderão concretizar-se logo de seguida. Ninguém sabe a hora, apenas sabemos que ocorrerá e que se concretizará à frente de nossos olhos a qualquer momento. Orar sem cessar apenas servirá para nos revelar e convencer disso mesmo, mais e mais.

Se aquilo que crê tem fundamento, então creia em total liberdade – não se entregue à pressa, nunca lutando nem contra nem a favor dela, mas tendo segurança num coração calmo e expectante porque "fiel é quem prometeu", apenas. Verifique se seus fundamentos estão firmados, se são de facto firmes e reais, se pode confiar neles, se deve depender deles. Logo, não se apresse nem se atrase, pois tudo tem o seu devido tempo. E quem se apressa será sempre pessoa com tudo para se atrasar também, pois apressado atrasa tudo e atrasa-se sempre. Quando chegar esse tempo - o tempo certo - nunca diga que ainda está para vir usando aquela linguagem característica e típica de incrédulo, pois se o tempo duma mulher grávida houver chegado e ela recusar ir para o hospital fazer o parto porque acha que seu tempo ainda está para vir, pode perder seu filho por quem esperou durante tanto tempo. Que todo aquele que nunca se apressa deixe de ser tolo e incrédulo, pois Deus diz assim: "Assim fala o Senhor dos exércitos, dizendo: Este povo diz: Não veio ainda o tempo, o tempo de se edificar a casa do Senhor", Ageu 1:2. Só os que descrêem tornam-se apressados e só eles adiam as coisas quando chega a hora que Deus destinou, também. Amém.

Voltar para Index de Mensagens

José Mateus
zemateus@msn.com